Pogues !!! Red Roses For Me !!!

Empolgação. Humor subitamente alterado. Embriaguez. Vício.

São efeitos que Pogues causa …

“Red Roses for Me” de 84 é simplesmente perfeito. Como uma boa cerveja gelada em um boteco de bairro. Transmetropolitan abre o disco como se fosse o alcoolismo chamando pra uma gelada na segunda-feira. Com a instrumental Battle of Brisbane pode pedir mais duas pro garçon só levantando a mão. Em Auld Triangle a conversa fica séria e vai aumentando a intensidade assustadora e explodindo em Waxie’s Dargle com berros que dois sujeitos fazem em certo nível alcoolico.
Banjo e Acordeon destruindo e eu já não consigo mais parar de beber com a sequência Boys from the Country Hell, Sea Shanty e Dark Streets of London. Foda-se tudo!! Não tem como beber com moderação depois de ouvir isso. Tudo vai começa a rodar e eu quero beber algo mais forte.

Pogues shane 2

A próxima é Streams of Whiskey e é minha preferida, é como se o bar inteiro cantasse o refrão “I am goooooing, I aaam goooooing … ” com os copos levantados e derrubando cerveja no chão.
A força avassaladora que só um vocalista punk daria a uma musica tradicional irlandesa pode ser sentida quando Shane McGowan dá a emoção embriagada perfeita em Poor Paddy que é simplesmente destruidora. A instrumental Dingle Regetta mantém o tom e o ritmo abrindo caminho para mais uma “sea shantyGreenland Whale Fisheries que certamente o Greenpeace deve adorar.
O dueto brutal em Down in the Ground Where the Dead Men Go pode muito bem servir para um acompanhamento de uma garrafa de conhaque barato numa quinta-feira chuvosa e fria.
Despedir-se da bebedeira é bem triste. E com a melancólica Kitty o album termina, dando folego após uma sequência matadora de punk rock e música tradicional irlandesa. Num momento que o Punk já não estava no seu auge mas dava vertentes a obras primas como essa.

Quer ouvir ?? ova então :












http://www.youtube.com/watch?v=yUXpwfGX06wB0006957RQ.02.LZZZZZZZ

MediaFire ou MegaUpload

Anúncios