Pitty lanca projeto folk

Depois de Luiz Caldas, Pitty tambem andou bebendo alguma agua suspeita. Achei que meu dia seria sem graca ateh ler essa noticia

“Pitty divulga duas novas músicas de seu projeto folk” (veja materia completa aqui)

Me borrei de rir. Achava engracado qnd chamavam ela de cantora de rock, agora chamar de folk sera de se mijar as calcas.

Enfim, pra nao me chamarem de preconceituoso, fui no myspace do projeto e soh tenho uma coisa a falar: ISSO NAO EH FOLK!!!! Quer saber oq eh folk? Te mostro:

Isso eh folk:

Isso aqui tambem eh folk:

Isso aqui eh folk:

Agora aquilo q eu escutei eh no maximo pop de mal gosto

(definicao de folk – A música folclórica ou folk music, segundo a etimologia do termo adotada no século XIX, era a música feita pela sabedoria popular (“folk lore”). A denominaçāo indicava especialmente a música feita pela sociedade pré-industrial, fora dos circuitos da alta cultura urbana.) – tirado do wikipedia

Qual é a música?(2)

Uma musica bonita, mas triste.  Fala sobre o uso de heroína e sobre o possível fim de um usuário.  Em 1971, Neil Young sairia em turnê e contratou a Crazy Horse e Nils Lofgren pra tocar nos shows.  Danny Whitten, tinha acabado de ser chutado do Crazy Horse por Billy Talbot (baxista) e Ralph Molina (batera) pelo comportamento junkie, porem foi chamado por Young pra compor o quadro de musicos. Nos ensaios em São Francisco, enquanto a banda ajustava os arranjos, Whitten ficava viajando,tocava muitas vezes fora de sincronismo com a banda, mal conseguindo segurar sua guitarra de tão alto que estava. Young estava com o seu na reta, o sucesso do ultimo álbum o pressionava, então despediu o musico, dando a ele 50 dólares pra uma possível reabilitação e uma passagem para Los Angeles. Chegando lá ele gastou as 50 pratas em pura heroína e acabou morrendo de overdose aos 29 anos.

Crazy Horse com Neil Young, esq p/ dir: Danny Whitten, Neil Young, Ralph Molina, Billy Talbot, Jack Nitzsche. 1970

 

Alguns anos depois Young disse para um biografo, Jimmy McDonough, que se sentiu por muito tempo responsável pela morte do guitarrista. Fica visível nos alguns posteriores dele, conhecidos como Ditch Trilogy (trilogia da fossa) – “Time Fades Away” (Reprise, 1973), “On the Beach” (Reprise, 1974) e “Tonight’s the Night” (Reprise, 1975) – que a morte realmente afetou suas composições. Em “Tonight’s the Night” há uma versão ao vivo de “(Come On Baby Let’s Go) Downtown”, composição e vocal de Whitten, fala sobre uma procura pra comprar drogas (ironico né).

Neil Young – Needle and the Damage Done

I caught you knockin’ at my cellar door
I love you, baby, can I have some more
Ooh, ooh, the damage done.

I hit the city and I lost my band
I watched the needle take another man
Gone, gone, the damage done.

I sing the song because I love the man
I know that some of you don’t understand
Milk-blood to keep from running out.

I’ve seen the needle and the damage done
A little part of it in everyone
But every junkie’s like a settin’ sun.